Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/euquerosurfar/www/wp-content/plugins/scarcitysamurai/models/class-scarcity-samurai-banner.php on line 253
Os 3 maiores erros que se comete na remada surfando -

Os 3 maiores erros que se comete na remada surfando

Os 3 maiores erros que se comete na remada surfando

Então você chegou  até aqui. Que bom ! Leia o artigo até o final e veja se você está fazendo algo parecido:

São eles:

1- Cotovelo arriado ou caiu na fase propulsiva da remada

2-Dor no ombro quando remar

3-Arrastar parte do corpo e da prancha

Para entender completamente a forma de resolver estes problemas, primeiro precisamos entender quais  as causas mais comuns destes problemas.

 

PROBLEMA 1: Cotovelo arriado na fase propulsiva da remada.

Causas mais comuns:

Cotovelo não estava alto na entrada da remada / ou  estava alto mas cai quando começa a remar.

Problema 2: Dor no ombro quando remar

Causas mais comuns:

Entrar com os polegares primeiro e / ou Aplicar a força para baixo na fase de elevação

Problema 3: Arrastar parte do Corpo e  prancha:

Causas mais comuns:

Posicionado muito para trás na prancha e não se atenta disso e / ou Corpo está cansado de ficar arquedo para trás.

Então vamos lá:

 

Problema  # 1  Cotovelo arriado

A causa mais comum # 1:

O cotovelo não foi elevado a partir da entrada da mão na água. Durante a entrada da mão e do braço na água, se o cotovelo está baixo, existem dois grandes problemas que ocorrem.

Um deles, é de arrasto. E é comumente adicionados a partir de qualquer arrasto da mão na água durante a volta para fora da próxima braçada. O cotovelo arrastando na água durante o alcance do braço  para a frente, ou uma combinação destes, bem como outras questões relacionadas com equilíbrio.

O segundo grande problema que ocorre é que a braçada subaquática fica sem energia quando o cotovelo entra baixo.

A fase propulsiva  da braçada é o lugar onde toda a energia é gerada no cérebro.

Se o cotovelo está baixo e  quando a mão e o  braço entra na água, normalmente, o cotovelo permanece baixo , portanto, não é capaz de manter o máximo de água na fase de propulsão frontal. Quando isso acontece, menos energia é gerada.

 

Causa mais comum# 2:

Cotovelo alto na entrada, mas cai quando começar a remar.

Se o cotovelo entra alto, mas depois o cotovelo cai quando ele está prestes a começar a braçada debaixo d’água, em seguida, a energia é perdida no cérebro. pela mesma razão que discutimos acima.

Metade da solução não é uma solução.

Só porque o cotovelo entra alto não significa que o cotovelo permanece elevado. O cotovelo tem uma maior chance de ficar alto, mas é muito comum para os surfistas  soltar o cotovelo quando eles começam a braçada subaquática.

Problema 2: dor no ombro quando remar

A causa mais comum # 1: Entre com o polegar primeiro

Quando a mão com o polegar entra primeiro na água , o braço tem uma maior probabilidade de estar numa posição onde o choque dos músculos do manguito rotador pode ocorrer. Você pode sentir uma sensação de beliscar e os movimentos continuam forçando os tendões e a bursa (um saco de lubrificação entre o manguito rotador e o osso em cima de seu ombro) Isso irá causar tendinite no longo prazo ou bursite (já tive isso). É pra torar!

Obviamente, se você tem dor no ombro, você vai perder o poder de remar, porque vai machucar e  ferir  pois irá fazer os mesmos movimentos milhares de vezes durante um surf. Ele também fará com que gere um  arrasto adicional na compensação de um movimento menos doloroso e isso pode gerar uma dor na sua coluna. Compensando o seu esforço. Se você começa certo a surfar melhor ainda.

 

A causa mais comum # 2: Aplicar uma força para baixo na fase de elevação da braçada subaquática

Outra causa comum de dor no ombro que muitos surfistas não estão cientes é de se aplicar a força para baixo durante a fase de elevação da braçada subaquática (isto é, quando o seu braço está estendido na frente de você). Quando seu braço está estendido nessa fase  e você aplicar a força para baixo, os músculos primários que estão sendo usados são os músculos do manguito rotador. Estes músculos são pequenos e geralmente não desenvolvidos em muitas pessoas e seu principal objetivo é estabilizar o ombro.

Eles não são os músculos de energia  em outras palavras. Se eles são usados como músculos de força e poder que eles são mais suscetíveis a lesões, especialmente se eles não são desenvolvidos. Além de tudo isso, eles não fornecem energia, porque eles são pequenos músculos estabilizadores. Portanto, aplicando força para baixo na fase de elevação aumenta a probabilidade de ferimento grave  destes músculos estabilizadores, e eles não fornecem qualquer energia adicional.

Problema  # 3: Arrastar parte do corpo e da prancha
A causa mais comum # 1:

Posicionado muito para trás da prancha muitos não percebem isso.Nós todos sabemos que isso parece no caso extremo – o bico da prancha está pouco para fora da água. Mas o que a maioria dos surfistas não sabem é que, mesmo quando o nariz está mais perto da superfície da água, você ainda poderia estar muito para trás. Quando o corpo está posicionado incorretamente na prancha, perdemos muita eficiência. Isso não importa se você é forte, se estamos arrastando a metade de trás do nosso corpo e de nossa prancha dentro da água, nós experimentamos o aumento da resistência e o arrasto e, em seguida, precisa usar mais energia para  se mover a mesma distância. Quanto menor o arrasto, mais fácil se torna para se mover através da superfície da água e, portanto, menos energia que usamos, e esse é o ponto principal. Conservação de energia, para que possamos usar essa energia para pegar mais ondas.

Causa mais comum # 2: O corpo está cansado de arqueasse (curva-se em forma de arco) para trás

Ficando na horizontal em cima da prancha o máximo possível é a maneira mais eficiente de se mover na água – exceto quando estamos usando muita energia mantendo essa posição. Se  você está arqueado para que seu corpo fique em cima da prancha, então pense  toda a energia que você está usando para se manter nessa posição. Essa consciência corporal é fundamental.

Depois de um tempo remando no mar  a maioria dos surfistas acabam exaustos tanto que  mudam de posição com as suas pernas para descansar o pescoço e os músculos das costas. Levantando elas pra trás. Quando isso acontece, acabamos arrastando a metade de trás do nosso corpo e prancha mais baixo na água (e, portanto, adicionando mais arrasto).

Basta estar consciente desses problemas e imediatamente você muda  sua postura e se torna mais eficiente. Mas imagine o que seria treinar seu cérebro e corpo de modo que você não tenha que pensar constantemente sobre isso. Você pode surfar e não se preocupar com muitos destes erros comuns. Basta ir pegar suas ondas em vez disso. Parece bom?

Como podemos resolver esses problemas?

Bem, eu vou deixar isso para a próxima artigo.

Mas, por agora, se  você estiver fazendo algum destes erros tente corrigir. Apenas estar ciente deles irá ajudá-lo imensamente.

Até a próxima vez, espero encontrar você dentro dágua. Se você deseja saber mais e aprender com dicas e informações,acesse eu quero surfar e adquira seu treinanemto agora.

 

inscrevase_btn

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *